13 de março de 2012

A HISTÓRIA DA VIDA - PARTE III


PARA ONDE VAMOS?

Tanto a ciência quanto a religião* já sabem de onde viemos. Que os Deuses nos criaram à partir de material genético dos pré-homens – os neandertais. Mas e agora? Onde nós e o Universo vamos parar? Quem viver o bastante não verá. O breu vai ser total.

Leia também as duas últimas postagens: De onde Viemos? E Páginas da Vida.


A
lguém já disse sobre o futuro: “É duro fazer predições – especialmente quando são sobre o futuro”. Diante da veracidade dessa afirmação, os cientistas têm muito do que se orgulhar. A duras penas, conseguiram conceber teorias físicas que não só foram capazes de dizer como o Universo progrediu desde seu surgimento como também se permitiram, de maneira razoável, extrapolar de vez, apontando como o Universo irá se desenvolver daqui para os próximos zilhões de anos.

   Caso nada importante tenha sido deixado de fora em nossos atuais modelos teóricos, já é possível desenharmos uma imagem precisa de como o Cosmos evoluirá ao longo dos éons. O que não podemos dizer é até quando a humanidade terá um espaço nele. E isso inclui amanhã. Esta parte cabe às profecias divinas. Na bíblia encontramos as respostas a estas informações. Os Deuses propiciarão que vivamos para sempre – alguns Eles levarão para compor o governo que regerá a Terra, enquanto que a maioria, ficarão por aqui mesmo. Mas não ache que há parcialidade da parte dos Deuses fazer isso. Acontece que ambos os grupos ‘viverão para sempre’. - Salmo 27:
Diferentemente do que acham os irmãos cientistas,
há muitas evidências positivas da ação dos Deuses
neste planeta. Devemos levar em conta a Palavra Deles.

   Mas o que significa o tempo para os Deuses? Quanto representa “para sempre”? Não significa o que se crer atualmente nas religiões ultrapassadas, que “para sempre’ signifique ‘para toda a eternidade sem fim’. Ora, mas por que não? Por que, assim como haverá um Armagedom à nossa frente, e este eliminará os não aprovados para viverem para sempre, haverá um Armagedom para o nosso sol. Sem ele, nenhum dos planetas que o circulam, existirão. É o fim do sistema solar. Mas quando isso se dará?

   Talvez a maior desvantagem de fazer parte de uma civilização tecnológica seja o inevitável desenvolvimento de uma série cada vez maior de maneiras de ela acabar de uma vez por todas com si mesma. Mas os Deuses não permitirão que isso aconteça. Em sua Palavra, a Bíblia, somos levados a crer que eles têm poder o suficiente para impedir isso.


   Neste quesito, exatamente neste quesito, sobre a existência dos Deuses, é que a ciência humana peca. Para os cientistas – para a ciência – alienígenas só podem existir se forem comprovados através de nossos aparelhos. Mas devemos levar em conta dois fatores: (1) os Deuses vieram realmente a este planeta e até passaram alguns milhares de anos entre nós (sendo Jesus, o humano Filho Deles, o último a ter passado por aqui); (2) Eles são, tecnologicamente, mais avançados e, talvez por isso, nossos instrumentos atrasados nunca os comprovará, como a ciência espera. Devemos recorrer à Bíblia para entendermos sobre os Deuses.

   Mas é fato que, o homem deixado solto, sem orientação por parte dos Deuses, o fim será uma possível aniquilação de si mesmo. Mas, onde mesmo todos eles estão? Por que não ‘passeiam’ mais por aqui, como faziam antes? Em 1950, durante uma animada conversa após o almoço com seus colegas, o ítalo-americano Enrico Fermi (1901-1954) ouvia argumentos entusiasmados sobre quão provável seria a existência de outras civilizações no Cosmos. Com uma indagação, o cientista nuclear quebrou as pernas dos entusiastas da vida inteligente: “Então onde está todo mundo?”

   A premissa é simples: se é tão fácil o desenvolvimento de civilizações Universo afora, “como ainda não encontramos nenhum sinal claro de sua presença? Nem uma sonda não tripulada, nem um monólito, nem um ET de Varginha, nem um sinal de rádio... nada. (Ou, pelo menos, nada que possa ser verificado cientificamente como prova de vida extraterrestre.)”, indagam os cientistas.

   E complementa: “é fato que, uma vez que tivesse desenvolvido uma determinada capacidade tecnológica e de vôo espacial (não muito distante da que temos hoje), uma espécie alienígena teria facilidade para espalhar sinais de sua existência pelo Cosmos”. O irmão, claro, não levou em conta o fator tempo. Na Bíblia, mil anos aqui, é apenas um dia para os Deuses. Isso é significativo e deve ser levado em conta ao se analisar estes assuntos. Jeová veio aqui, nos criaram e ficaram por aqui até a uns dois mil anos atrás. Daí se retiraram e prometeram voltar. Mas esses dois mil anos que se passou, para eles, representam apenas dois dias! Assim, a vinda deles acontecerá no cronograma deles. É claro que se o homem tivesse tecnologia a 5, 6 ou 7 mil anos atrás, teríamos evidências da existência alienígenas e, esse fato, tiraria esse gostinho que temos hoje da dúvida; da descrença e do incentivo em irmos em busca deles. . .

Algumas teorias científicas para a aparente inexistência de Jeová

   Entra em cena o conceito das sondas auto-replicadoras de John von Neumann (1903-1957). Se uma civilização criasse pequenos robôs capazes de aproveitar matéria-prima local para se replicar e, dessa forma, se espalhar pela galáxia, todos os 200 bilhões de estrelas da Via Láctea teriam sido visitados por uma dessas espaçonaves em meio milhão de anos (voando a modestos 10% da velocidade da luz). Mas isso Jeová fez. A propósito: temos de desenvolver um raciocínio sobre como eles venceram às enormes barreiras de espaço-tempo que nos distancia.

   "Comparado com a idade do Universo (cerca de 13,7 bilhões de anos), esse período de tempo é ridiculamente curto. Ou seja, se alguém teve essa ideia lá fora nos últimos bilhões de anos, deveria haver algum sinal disso em nosso sistema solar." Sinal é o que não falta: nas páginas da Bíblia e até mesmo em várias partes da terra, em forma de desenhos.

Jeová se comunicou de uma maneira fenomenal
com nossos antepassados. Eles se comunicarão
tão abertamente, em breve. A revista da verdade,
a A Continela, de abril, tratará pormenorizadamente
desse caso:  "Quem é Jeová?" - você saberá.
   Outra hipótese é que “a vida inteligente seja muito rara. E pronto". É o que defendem o astrônomo Donald Brownlee e o paleontólogo Peter Ward, em seu livro Sós no Universo?. Mas pode ser também que os muitos ETs sabichões tenham simplesmente tropeçado, por acidente ou burrice, em alguma tecnologia que se mostrou fatal para sua existência. Esse é um risco que corremos. Jeová garante que ‘fora Eles, não existem mais Deuses no universo’. Isso deve ser verdade devido ao fato de que Eles, sendo viajantes do espaço, devem ter averiguado isso. - Isaías 43:10-12; 44:6; 45:6.

Apocalipse solar - quando?
 Por fim, podemos nos perguntar: “escaparemos da auto aniquilação?” “Talvez”, respondem alguns cientistas. “Certamente”, respondem as Testemunhas dos Deuses Santos. Viveremos pelos próximos bilhões de anos aqui, mas no fim, seremos todos torrados. A maior bomba nuclear que temos por perto está bem aí no seu nariz. É o Sol. E ela vai detonar, mesmo que após milhões de eternidades.

_____
*Nós, as testemunhas de Jeová (também conhecidas como as Testemunhas dos Deuses Santos) aderimos à ciência e à crença na evolução da vida e a seleção natural como a verdade plenamente embasada no contexto bíblico. Portanto, nos declaramos cristãos modernos, mas com as raízes nos primeiros cristãos – uma restauração deles. Somos também cristãos pensantes que não queremos líderes sobre nós, nos dizendo o que fazer, como fazer; o que crer e como crer. Todos somos ungidos e, portanto, conectados diretamente ao Senhor Jesus. Nunca haverá excomunhão (desassociação) entre nós. Isso são os Deuses quem decidirão, quando bem entenderem. Não cabe a nós julgarmos nossos coadoradores. Estudaremos as Escrituras como nosso guia, mas à base de nosso raciocínio científico. Estes dois caminhos levam à verdade dos fatos. - Isaías 43:10-12.

13 comentários:

Kianba Uingui disse...

Vocês que se declaram ‘cristãos modernos, mas com raízes nos primeiros cristãos’. Gostaria de saber de vocês, o que significa: combinar assuntos espirituais com palavras espirituais?(1cor.2:13, TNM)

Wandrey Suárez disse...

Irmão Kianba, satisfação.

Veja o texto:

"Destas coisas também falamos, não com palavras ensinadas pela sabedoria humana, mas com as ensinadas pelo espírito, ao combinarmos [assuntos] espirituais com [palavras] espirituais".

Observe, irmão, que as palavras "assuntos" e "palavras" estão entre colchetes. A explicação é dada na introdução à TNM (página 7: "palavras inseridas para a complementação do sentido do texto em português"

Isto se dá devido ao fato que no original, no grego, essas palavras não existem. em síntese, significa que não há como sabermos exatamente o que o escritor do texto disse exatamente. Então, insere-se as palavras como "ajuda" ao entendimento.

então, nada direi sobre o sentido deste texto que o irmão passou. Não ousarei 'ir além do que se encontra escrito' só para demonstrar "sabedoria humana".

Na nota da TNM, para este texto, consta uma segunda tentativa de identificar o que o texto diz: "Ou “ao conjugarmos [assuntos] espirituais com [homens] espirituais”.

não importa quantas tentativas possamos dá para 'complementar o sentido' do texto em português, se no idioma original não se definiu isso.

assim, creio, o que a TNM inseriu ali como ajuda é elogiável, mas não devíamos dogmatizar isso.

Wandrey
ARSBI

Kianba Uingui disse...

´Viveremos pelos próximos bilhões de anos aqui, mas no fim, seremos todos torrados. A maior bomba nuclear que temos por perto está bem aí no seu nariz. É o Sol. E ela vai detonar, mesmo que após milhões de eternidades' --Isso não é 'ir além do que se encontra escrito' só para demonstrar "sabedoria humana"? Sff,comenta mais esse texto(Deut.29:29)

Wandrey Suárez disse...

Não é não, irmão kianba. Veja por que acredito que não:

Jeová falou que viveremos para sempre aqui na terra. Mas essa expressão (para sempre), na Bíblia, significa mais precisamente: "por tempos indefinidos". A ideia é que o tempo é tão grande que não se pode contar; por isso se diz para sempre.

Por exemplo: as leis de Moisés eram 'um pacto de duração indefinidas, ou para sempre'. Mas um dia esse tempo chegou a um fim.

Veja a seguinte ilustração:

Pegue uma lanterna e acenda-a de noite. Até onde o irmão acha que a luz projetada por ela consegue chegar? dois quilômetros? Três? Talvez quatro? Agora imagine que eu chego com uma super lanterna e também acendo-a perto da lanterna do irmão. A luz dessa lanterna consegue iluminar até o cinturão de kuipper, a uns dez bilhões de quilômetros daqui. Então, logicamente, minha lanterna enxerga milhões de vezes mais que a do irmão.

É assim com o que Jeová visualizou, quando falou sobre vivermos para sempre, em comparação com o que nós, cientistas visualizam. em síntese: Jeová profetiza sobre eventos sem um fim à vista - vida eterna. Os cientistas, quando falam do fim do Sol, estão relatando sobre eventos que acontecerão milhões de eternidades após a 'vida para sempre, ou por tempos indefinidos'.

Mas não fiquemos preocupados com isso não. Além de serem eventos assombrosamente distantes, 'muitas águas ainda rolarão até lá.' Por exemplo. O irmão poderá contar com uma saidinha fácil para escaparmos da aniquilação, quando o sol se apagar: poderemos simplesmente nos mudar para outras estrelas. Até lá, como disse, tudo pode acontecer. Nós continuaremos, semelhantes aos Deuses, evoluindo em tecnologias e outras áreas.

Simplesmente fiquemos na 'fé, na esperança e no amor' dos nossos Criadores.

Wandrey
ARSBI

Kianba Uingui disse...

Quando se tem apenas um ângulo no qual procuramos entender certos assuntos, leva tempo para compreender certas explicações. É o meu caso. Por isso, eu agradeço que explicasses o texto de Deut.29:29.

Wandrey Suárez disse...

O texto de Deuteronômio diz:

"As coisas ocultas pertencem a Jeová, nossos Deuses, mas as coisas reveladas pertencem a nós e a nossos filhos por tempo indefinido, para cumprirmos todas as palavras desta lei." TDS.

"As coisas escondidas pertencem a Jeová, nosso Deus, mas as coisas reveladas pertencem a nós e a nossos filhos por tempo indefinido, para cumprirmos todas as palavras desta lei." TNM.

Todas as coisas que Jeová declarou, ou revelou na Lei de Moisés, eram coisas, ou assuntos do conhecimento apenas dos Deuses. Nenhum humano sabiam delas. Daí, Eles resolveram revelar estas coisas, ou assuntos, aos homens. Escolheram os Israelitas para revelar estas coisas. Disse a eles que ensinassem seus filhos e que seus filhos ensinassem os filhos deles e assim sucessivamente. Assim se deu. De modo que 'todas as coisas escritas na Palavra dos Deuses santos' são coisas que, num determinado tempo estavam 'ocultas (apócrifas) neles'.

Após os Israelitas, vieram os cristãos. Para estres também os Deuses decidiram 'revelar coisas antes ocultas'.

Após os cristãos, veio a apostasia e com ela, a sessação das revelações. Foram suspensas devido ao fato de que estes não estavam habilitados espiritualmente para fazer um contato com Jeová.

Daí chegamos aos Estudantes Internacionais da Bíblia. (mais tarde mudaram o nome para Testemunhas de Jeová. Nós mesmos somos Testemunhas de Jeová) A estas Jeová resolveu fazer contato. Quantas coisas foram 'reveladas para elas (para nós)'! Muitas. Mas dai, é chegado o tempo para uma segunda etapa de revelações, e, de novo, Jeová examinou as religiões, sobretudo a nossa. E o que viram os Deuses? Que estavam - e estão - progressivamente andando no 'acostamento do "Caminho".' Estão se desviando, mesmo que aos poucos. Mas esse desvio é que é dos piores, pois não se percebe que estão desviando, até entrar no 'mato' da escuridão espiritual.

Então, Jeová resolveu achar dentre os irmão, um que fosse capaz de 'suportar lampejos de luz espiritual'. Eles me encontraram capaz. As 'coisas que eles tencionam revelar' são polêmicas, mas quais revelações não foram? É preciso coragem para entender e aceitar essas revelações. Eu me predispus a ser corajoso e humilde - não estranhei nada das revelações de Jeová.

Eles me inspiram, irmão. É isso. 'Jeová são os Deuses que revelam os segredos', como disse Daniel, o profeta. Daniel, quando recebia seus lampejos de luz espiritual - coisas que antes eram ocultas mas que era chegada a hora de se revelarem - ficou 'vários dias doente'. Ele ficou chocado com o que via, pois viu coisas que não eram normais - parecia fantasia. Ele não vacilou. Escreveu seu livro, profetizou, pregou, ensinou e, em meio às suas profecias, vislumbrou um tempo em que todos os cristãos percorreriam as páginas das Escrituras e, em consequência disso, 'o verdadeiro e abundante conhecimento seria revelado a estes também'.

----------------------- segue ->


Wandrey
Apóstolo para as Redes Sociais e blogs da Internet
__________

Wandrey Suárez disse...

. . .

Acontece que os membros da dianteira de nossa religião se isolaram num grupo do qual se intitularam os únicos ungidos; os únicos que podem entender e explicar a Bíblia; os únicos que podem participar na ceia do Senhor* e os únicos que podem são o canal de comunicação entre os Deuses e os homens. Nós, os que não pertencemos a este pequeno grupo, só podemos fazer riscos nas revistas A Sentinela como se estivéssemos estudando a Bíblia de verdade. Quando vamos ao campo pregar, divulgamos só o que eles ditam que vem de Jeová. Se falarmos ao morador algo que nós entendemos de nosso estudo pessoal, seremos presos numa sala chamada Sala B para interrogatórios por homens treinados para punir - os anciãos.

Devido a este desvio considerável, Jeová está achando por bem revelar as 'coisas mais novas a mim' antes que a eles. Não que eu seja melhor que você ou que os demais, mas é uma questão de escolha da parte Deles. O objetivo, ao me escolherem, é que eu possa fazer os irmãos acordarem para essas verdades e que possam também assumirem suas condições de cristãos verdadeiro. O futuro religioso é este. Todos os cristãos verão que são ungidos e que podem - devem - pesquisar as Escrituras em busca de 'revelações' da parte de Jeová. Todas as Testemunhas de Jeová são convidadas por Jeová, à partir de agora, a recobrarem os sentidos e começarem a assumir sua missão que o Cristo os comissionou: Serem seguidores Deles - dos Deuses santos - em vez de a homens.

Assim, caro irmão Kianba, todas as 'coisas ocultas em cristo' - mesmo o livro e profecias de Enoque, estarão sendo 'reveladas aos homens'. Nós devemos legar isso aos nossos filhos - os Deuses santos, Jeová, merecem que os representemos melhor que o que vem sendo feito pelos do Corpo dos Governantes da nossa religião, que nos condiciona a meros espectadores do cristianismo.



Wandrey
Apóstolo para as Redes Sociais e blogs da Internet
__________
*Irmão, se nós não 'comermos do pão e bebermos do vinho não temos parte com o Cristo'. De modo que é um tremendo desvio os irmãos do Corpo dos Governantes de nossa religião ensinar que só eles é quem podem participar.

_____
PS.: Devido a eu está numa conferência neste exato momento, não inseri os texto bíblicos onde deveriam está, conforme aspas.

Kianba Uingui disse...

Estou processando a tua explicação,a luz é tanta...Temo perder a visão e não poder recupera-la! Mas eu conto com a ajuda dos Deuses e a tua também(Dan.12:3,10). Sff,quando estiveres fora da conferência, explica esse texto ― Ecl.3:11.

Wandrey Suárez disse...

Eclesiastes 3:11:

"Tudo ele fez bonito no seu tempo. Pôs até mesmo tempo indefinido no seu coração, para que a humanidade nunca descobrisse o trabalho que o [verdadeiro] Deus tem feito do começo ao fim." TNM.

Salomão, que perscrutou as coisas (ele tinha mais tempo que nós, visto que era rico e tinha tempo de sobra)que os Deuses haviam feito desde que começaram a criar aqui neste planeta. reconheceu que 'tudo era bonito'. Mas que os Deuses 'fizeram todas as coisas no seu tempo'. Usou o calendário Deles e não o nosso, baseado na rotação de nosso planeta em torno do sol. É por isso que há diferenças de tempo, do cômputo do tempo. O planeta Deles deve girar em torno de alguma estrela azul, onde lhes permite que vivam 'tempos indefinidos'. assim, a expressão "pôs . . . tempo indefinido no seu coração", é no coração Deles e não no nosso. É complicado para nós, humanos sondar estas coisas relacionadas com tempo distantes visto que somos de vida curta. Suponhamos que enquanto um ser humano viva seus 70 anos, um Deus pode chegar, digamos, a uns 70 mil anos de vida. Como vamos entender plenamente quem é esse Deus ou o que tem feito ele sendo que nós vivemos como 'apenas uma bruma'? Não podemos compreender plenamente. As coisas que Eles criaram igualmente. De modo que nós, humanos, teorizamos e perscrutamos a 'sabedoria de cima', mas a verdade é que tudo o que sabemos sempre está e estará sujeita a revisões e mudanças de conceito. E essa é a luz que brilhou para mim nesse sentido: A verdade de hoje será a ex-verdade de amanhã. Muitas das verdades de ontem, tornaram-se verdades obsoletas. essas observações não é apenas no que concerne ao mundo religioso, mas também em todas as nossas ciências!


______---> Segue

Wandrey Suárez disse...

. . .

Mas há uma verdade brilhante sobre tudo isso. É permissível, da parte dos Deuses santos, que tenhamos certas verdades por verdades durante certo tempo, mesmo que os Deuses saibam que 'essa determinada verdade', nunca foi verdade para Eles. Ou seja: precisamos de 'verdades' que possam nos levar a outras verdades e descobertas. Em suma, aprendemos com erros e acertos, mas contando que andamos na direção da sabedoria sem fim. Essa particularidade não é exclusiva nossa não. Os próprios Deuses também perscrutam verdades. Eles buscam verdades mais elevadas que as nossas, só essa é a diferença. Por exemplo: a afirmativa bíblica de que eles 'contam as estrelas, dando nomes a elas', significa, não como cremos atualmente*, mas que os Deuses atingiram cero grau evolutivo e já são viajantes do espaço-tempo. Eles conseguiram as tecnologias e ciências necessárias às grandes viagens cósmicas. Ao viajarem galáxia afora, vão conhecendo as várias estrelas por onde passam e vão dando nomes a elas, no sentido de que as conheceram. Localizam elas em seus instrumentos para que saibam exatamente onde estão posicionados na galáxia. Assim, visto que eles não criaram literalmente as estrelas, 'dão nomes a elas' no sentido de estarem visitando todos os mundos existentes em torno delas - onde quer que existam planetas em volta delas. Essas verdades poderão ser mais ampliadas, mas por hora já basta essa compreensão destas coisas.


Assim, nunca vamos saber como os Deuses. eles sempre estarão 'tempos indefinidos' à nossa frente. Mas é fato que estamos indo na mesma direção, visto que 'fomos feitos à imagem e semelhança Deles' - Gênesis 1:26.

Espero que o que o "espírito dos Deuses santos" disponibilizou aqui possa ajudá-lo.

Wandrey
ARSBI

______
*Nós, as Testemunhas de Jeová, acreditamos que Jeová, por ter sido o criador das estrelas, 'sabe exatamente sobre todas elas e deu nomes a elas'. Acreditamos assim porque o Corpo dos governantes mandou que acreditássemos. Riscamos as respostas nas revistas e comentamos isso nas reuniões. Vamos ao campo e papagueamos exatamente isso. Em suma, nunca questionamos estas coisas porque fomos condicionados a sermos apenas espectadores dos cristãos, que são, na prática, somente eles, os do Corpo dos Governantes - e isso sempre foi um tremendo erro.

Anônimo disse...

Wandrey me desculpe ficar questionando a sua pessoa , o seu estudo , a sua fé , e contribuir para o desestímulo da sua essência , estou passando por um momento crítico da minha vida num período de 15 meses perdí 3 entes queridos de forma trágica e dolorosa.Estou muito mal e com a cabeça fora do lugar , sei que é chegada a hora que cada cristão individual será o seu próprio templo , ninguém na minha família acredita que as Testemunhas de Jeová são a religião verdadeira , temo a morte dos meus familiares , amigos e a minha , perdí o brilho dos meus olhos , meu corpo padece de angústia e saudades daqueles que se foram.
Pode um cristão atual ser protegido individualmente, sem levar em conta o imprevisto?
Posso salvar a minha casa pela minha fé em individual?
Pode cristãos de outras religiões serem salvos , pois não são íniquos?
será que a questão do povo de JEOVÁ que estão na babilonia receber "PARTE" das pragas que sobrevirão á babilonia seria o caso de que não receberão todas?
Paulo em sua opinião pessoal acreditava que o marido ou esposa que tivesse conjuge descrente salvava o mesmo e o santificava e aos seus filhos.
ontem ao enterrar meu sobrinho querido vítima de assassinato meu filhinho querido de 7 anos me questionou:
- Pai, você nunca vai morrer não é mesmo?
E eu disse que não.
não sei o que fazer , não sei o que dizer , não sei o que pensar.
me desculpe não postar referências bíblicas é que quase sempre estou impossibilitado de posta-las por não ter em mãos um exemplar.
fique com Jeová , irmão.

chatlittle
-------------

Kianba Uingui disse...

… "Nós, humanos, teorizamos e perscrutamos a 'sabedoria de cima', mas a verdade é que tudo o que sabemos sempre está e estará sujeita a revisões e mudanças de conceito…
Espero que o que o "espírito dos Deuses santos" disponibilizou aqui possa ajudá-lo".
De fato, ajudou! Veja, Wandrey, o texto de Rom.11:33 também quero revisar o conceito que já tenho dele, podes dar mais uma ajudinha?

Wandrey Suárez disse...

irmão Chatlittle, eu até quase previ que o irmão estava passando por algum momento de estresse emocional quando falou aquelas coisas negativas sobre mi. Agora vejo o quanto o irmão está numa situação penosa. Desde ontem, quando o irmão desabafou e pediu desculpas pelas palavras, eu, vendo o sofrimento do irmão, me dediquei à oração a Jeová pelo irmão. Imaginei que após muito solicitar aos Deuses santos que abençoe o irmão, pensei que escreveria hoje algumas palavras de consolo ao irmão. Mas não, em vez disso venho aqui só para dizer que sinto pelo irmão. Que o desculpo e que isso é coisa do passado e que não será mais relevada. Queria que eu pudesse dá algum alívio rápido ao sofrimento que o irmão está passando, em virtude dos tristes destinos que tiveram seus parentes. mas não, não sei mesmo o que dizer ou o que fazer diante disso.

Mas respondeste corretamente ao seu filho : 'não vai morrer'. Nossos filhos precisam escutar isso para que se desenvolvam saudáveis. A falta dessa certeza de cuidado e proteção eternas que uma criança espera de seus pais, os faria desanimar e perder o gosto e amor pela vida.

Assim, sinto muito irmão, mas não consegui pensar em nada para aliviar o pesar do irmão.

Então, desejo que nossos Deuses, Jeová, o abençoe e à sua família também

Que todos venham a adorar os "Únicos Deuses Verdadeiros" quando se sentirem atraídos a Eles.

Wandrey
Apóstolo para as Redes Sociais e blogs da Internt