14 de janeiro de 2017

QUÃO ORGANIZADOS SÃO NOSSOS DEUSES?

C

ONSIDERAÇÕES acerca da perfeição dos Deuses nos quesitos hierarquia e na periodicidade dos Escritos Sagrados, com um ajuste na periodicidade das publicações das Testemunhas dos Deuses Santos. Assista ao vídeo e escute o que diz sobre tudo isso o Apóstolo Testemunha dos Deuses Santos.

 


6 de outubro de 2016

ELES TÊM ‘PREFERIDO MENTIR A FALAR O QUE É CERTO’!

"Você gosta mais do mal do que do bem;
Prefere mentir a falar o que é certo”.
— Salmos 52:3, Tradução do Novo Mundo da Bíblia.

C

OMO os Deuses Jeová da classe dos Satãs — que se opõem aos Deuses santos na questão do governo sobre este mundo e que mentem “desde o princípio”, por isso foram também classificados de Diabos, do termo grego para caluniador* —, assim também tem agido muitos humanos, desde Caim, o primeiro ‘descendente da serpente’, até hoje. (João 8:44; Apocalipse 12:9; 1 João 3:12) Deveras, nós seres humanos não apenas fomos criados às imagens e semelhanças dos Deuses santos, mas também dos Deuses não santos, os Deuses Jeová da classe dos Satãs — sim, ‘fomos criados às imagens e semelhanças de todos os Deuses’, e, exatamente por isso, temos dentro de cada um de nós a predisposição para imitarmos aos nossos “Pais” Satãs, se assim o quisermos. (Gênesis 1:26, 27; Jeremias 17:9; Gálatas 5:16, 17; Tiago 4:1) Porém, feliz é o homem que se esquiva disso, que foge Deles e de suas práticas, ao passo que se ‘sujeita aos Deuses santos e se opõe aos Diabos’. Todos os que assim agem têm a garantia de que “eles”, todos os Diabos, “fugirão [de si]”! — Tiago 4:7, 8; Romanos 6:13, 14.

HOMENS QUE ‘ANDAM PELA CARNALIDADE’

O apóstolo Paulo, descrevendo a situação deplorável de todos os homens e mulheres que anteriormente haviam estado debaixo da lei dos Deuses dada a Moisés (embora Paulo se refira a si, usando a primeira pessoa do singular, devemos ter a perspicácia cristã de saber que ele, na verdade, fala sobre o coletivo de todos os filhos de Israel),# disse: “Acho assim a seguinte lei no meu caso: que, quando quero fazer o que é direito, está presente em mim aquilo que é mau. Eu realmente me deleito na lei dos Deuses segundo o homem que sou no íntimo, mas observo em meus membros outra lei guerreando contra a lei da minha mente e levando-me cativo à lei do pecado que está nos meus membros.” — Romanos 7:21-23.
Os do Corpo dos Governantes têm 'preferido a mentira
e a evitarem o que é certo'

Entretanto, sempre houve homens e mulheres, mesmo eles estando sob uma Lei melhor, a “Lei do Cristo” que ‘chegou’ em substituição à Lei de Moisés, que se negam a “fazer o que é direito”. (Gálatas 6:2) São classificados de apóstatas nas Escrituras, porque se dizem cristãos mas se deixam levar pela ‘lei do pecado presente nos seus membros’ — o tipo de lei, ou predisposição à "carnalidade", herdada de nossos Criadores não-santos. (Colossenses 2:18) Quem são estes homens e mulheres e como agem?

São os líderes religiosos cristãos — sobretudo os atuais, que ‘dominam homens causando-lhes prejuízos espirituais’. (Eclesiastes 8:9) Nós Testemunhas de Jeová/Testemunhas dos Deuses Santos temos denunciado a tais desde 2010. Fazemos isso sobretudo contra os que governam as Testemunhas de Jeová, jaula religiosa de onde eu, o Apóstolo Testemunha dos Deuses Santos, escapei recentemente. Concordemente, sabemos que eles têm recebido nossas mensagens de condenação — logo a seguir daremos uma dentre muitas provas e também o seu desfecho. Antes, porém, temos de considerar um texto das Escrituras que os descreve em pormenores. Trata-se do Salmo 52:3, que leremos abaixo, conforme verte a Tradução do Novo Mundo da Bíblia, publicada pelos apóstatas-alvos de nossas condenações em primeiro grau, os do Corpo dos Governantes das Testemunhas de Jeová:

“Você gosta mais do mal
do que do bem;
Prefere mentir
a falar o que é certo”.

Os do Corpo dos Governantes das Testemulas de Jeová, deveras, têm preferido o mal ao bem; as mentiras ao que é certo!  Durante esses quase seis anos, temos dado muitas provas disso. Centenas de milhares de irmãos Testemulas no mundo inteiro — onde quer que hajam os que falam a língua portuguesa ou os que decidem traduzir o que pregamos para então ler — têm deixado de ser crentes mulas para aderirem de fato à “Lei perfeita que pertence à liberdade”. (Tiago 1:25) Eles têm soltado as amarras que os prende nas falsas “abas” daqueles apóstatas — seus ensinos mentirosos e declarações vis — para, a seguir, dependurar-se na verdadeira aba do verdadeiro “homem judeu”Cristo Jesus. Indo no caminho diametralmente oposto ao dos apóstatas verdadeiros, milhões de cristãos têm preferido agora ‘gostar do bem e preferir o que é certo’. Nós Testemunhas dos Deuses Santos temos dado essa necessária meia volta. Concordemente, temos falado a verdade das Escrituras e denunciado os embustes aplicados por aqueles apóstatas que anteriormente os montava quais jumentos de carga, como fizera seu antítipo profético, Balaão. Veja a seguir um bom exemplo disso, conforme nos alertou recentemente um de nossos irmãos ungidos, o irmão Osmanito Tores de Brito.

TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO FOI REVISADA PARA EVITAR A VERDADE

Em Gênesis capítulo 18 e 19 narra a aventura de três Deuses santos Jeová, que vieram desde as “partes mais remotas do norte”, mais especificamente duma localização às margens esquerda do Mar Negro, onde hoje fica a cidade de Istambul, situado a mais de dois mil quilômetros de onde vivia Abraão. (Compare com Isaías 14:13.) Vieram das terras de onde, evidentemente, tinham morada estabelecida neste planeta, para uma missão ‘investigativa’ nas cidades de Sodoma e Gomorra. O relato diz que, em sua trajetória andando a pé, chegaram à tenda de Abraão, onde, depois de serem recepcionados, comeram, beberam e se refrigeraram do calor escaldante do meio-dia naquelas terras secas. Evidentemente que eles não vieram a pé desde as “partes mais remotas”, onde moravam. Eles vieram ‘voando nas asas dum querubim’ — sim, eles vieram em uma aeronave até as proximidades de onde Abraão vivia e, para não causarem maiores embaraços, esconderam a máquina e andaram até Abraão por alguns quilômetros. — Salmo 18:10; Veja também a página 3 de Cempertai de janeiro a junho de 2016.

Os três Deuses não vieram a pé desde sua casa, nos 
arredores do Mar Negro. 
Antes, eles vieram num querubim, mas o esconderam
 antes de chegarem à tenda de Abraão.
Posteriormente, depois de saciados e refrigerados, dois deles seguiram até Sodoma e Gomorra para completar a missão, enquanto que o terceiro deles, o chefe da missão, ficou com Abraão por algum tempo antes de seguir caminho. Porém, visto que o relato não diz que este chegou a Sodoma e à casa de Ló, onde já estavam os dois que desceram para ali numa caminhada que durou mais de três horas, deduzimos acertadamente que ele, em vez de ‘descer a Sodoma’, retornou até o “querubim”. Temos meios de saber que foi exatamente isso o que ele fez, pois, logo no dia seguinte, quando os dois Deuses Jeová haviam retirado Ló e sua família da zona de conflito, estes decretaram a devastação daquela cidade e suas vizinhas por darem o “OK” ao terceiro Deus Jeová, para que este despejasse as bombas incendiárias sobre os pecadores. Assim, o terceiro Deus, o que ficara com Abraão e que tomara outro caminha depois de terminarem a conversa, estivera agora voando nos céus de Sodoma e, desde o querubim voador, tão logo recebeu o comando dos dois em terra, apertou os botões no painel da aeronave e fez com que ‘chovesse’ sobre as cidades daquele distrito “enxofre e fogo”. Repare como o relato de Gênesis 19:24, vertido primeiramente na Tradução do Novo Mundo de 1986, e depois noutras — constate tudo clicando nos links —, esclarecem os fatos de acordo com as crenças das TJ/TDS:

“Jeová fez então chover enxofre e fogo
sobre Sodoma e sobre Gomorra,
da parte de Jeová,
desde os céus”. — Tradução do NovoMundo de 1986.

“Then the LORD rained upon Sodom and upon Gomorrah brimstone and fire from the LORD out of heaven.” — King James Bible.

“Então o Senhor fez chover sobre Sodoma e Gomorra enxofre e fogo da parte do Senhor do céu.” — King James Bible em português.

“Então o Senhor fez chover enxofre e fogo, do Senhor desde os céus, sobre Sodoma e Gomorra.” — Bíblia Online.

“Entonces Jehová hizo llover sobre Sodoma y sobre Gomorra azufre y fuego de parte de Jehová desde los cielos.” — Reina-Valera 1960 -RVR1960.

“O Senhor fez então cair sobre Sodoma e Gomorra uma chuva de enxofre e de fogo, vinda do Senhor, do céu.” — Versão nãoidentificada.

“O Senhor fez então cair sobre Sodoma e Gomorra uma chuva de enxofre e de fogo, vinda do Senhor, do céu.” — Bíblia Católica.

Só estas versões servem para vermos a verdade expressa no relato. Todas dizem exatamente a mesma coisa, que “Jeová” (ou o “Senhor”) — os dois Deuses em terra — ‘fizeram com que as cidades fossem incineradas’ e que o “fogo” veio “da parte de Jeová que estava nos céus” — evidentemente este era o terceiro Deus, o que pilotava o querubim nos céus daquelas cidades. Esta é a verdade. Mas, para deixarmos isso ainda mais claro, analisemos a versão na língua original, o hebraico, conforme translitera e verte para o inglês a Interlinear do Reino:

וַֽיהוָ֗ה הִמְטִ֧יר עַל־ סְדֹ֛ם וְעַל־ עֲמֹרָ֖ה גָּפְרִ֣ית וָאֵ֑שׁ מֵאֵ֥ת יְהוָ֖ה מִן־ הַשָּׁמָֽיִם
Yah·weh him·îr ‘al- sə·ḏōm wə·‘al- ‘ãmō·rāh gā·p̄ə·rî wā·’êš; mê·’ê Yah·weh min-haš·šā·mā·yim.
Then the LORD rained on Sodom and on Gomorrah brimstone and fire from the LORD from heaven
“Então o Senhor [Javé ou Jeová] fez chover sobre Sodoma e Gomorra enxofre e fogo da parte do Senhor [de Javé ou Jeová] do céu” — Google tradutor.

Observe que, na fonte original, aparecem duas vezes o título Yah weh (Jeová ou Javé) e que, como podemos ler no inglês e vertido livremente para o português pelo Google Tradutor, o texto diz mesmo que ‘Jeová fez com que descesse fogo desde Jeová que estava nos céus’. Indiscutivelmente o texto original corrobora com esse fato e que, por conseguinte, temos mesmo de aceitar a verdade de que os Deuses que estiveram em terra deram a ordem, ou o “ok”, para que o terceiro Deus, que já estava nos céus daquelas cidades, derramasse as bombas sobre as cidades. Mas, voltando aos do Corpo dos Governantes e ao fato de que eles ‘gostam do mal em vez de ao bem’, e ‘preferem a mentira em lugar do que é certo’, perguntemos: Como eles se comportam diante dessa verdade e da exposição que fizemos dela, inclusive enviando-lhes o texto original contendo esta verdade que publicamos no tempo em que o “espírito dos Deuses santos” nos ‘ajudou’ entender isso? (Daniel 4:8; João 14:15, 26) Eles simplesmente nunca nos responderam. Entretanto, hoje temos como saber que eles tomaram uma ação. Mas, qual? Vejamos.

ELES ‘PREFERIRAM FICAR COM A MENTIRA AO INVÉS DO QUE É CERTO’ 

Foi em princípios de abril de 2012 que, num transe com o espírito, fui levado à verdade aqui apresentada. (Atos 10:10, NM.) Depois, no dia 24 daquele mesmo mês, eu publiquei o estudo, e, tendo também formatado o mesmo em PDF (Documento de Formato Portátil), eu o enviei para o Betel do Brasil, em Cesário Lange, SP. (Veja o estudo aqui.) No despacho, pedi também que os irmãos dali vertessem o texto para o inglês e que o enviasse a Broocklyn, para os do Corpo dos Governantes. Será que eles fizeram isso? Será que ao menos leram? Não havia como sabermos pois eles não falam com os que ‘descobrem suas maldades na congregação’. (Provérbios 26:26) Mas, finalmente, depois de quatro anos, ficamos sabendo duma fonte paralela que eles leram sim nosso estudo. Não só isso, eles também reagiram a ele! A revisão que eles fizeram na Tradução do Novo Mundo, sobretudo no texto de Gênesis 19:24, indica exatamente isto. Vejamos como agora verte essa versão da Bíblia e o que isso indica:

“Então Jeová fez chover fogo e enxofre
sobre Sodoma e Gomorra
— isso procedeu de Jeová, dos céus.” — TNM-R.

Coloquemos o antigo texto abaixo para melhor comparação:

Jeová fez então chover enxofre e fogo
sobre Sodoma e sobre Gomorra,
da parte de Jeová,
desde os céus”. — TNM 1986.

Como dá pra ver, sumiu a frase “da parte de Jeová”. A nova versão tenta esconder a verdade. Camuflando-a num jogo de palavras bem colocadas, transmite agora a ideia de que foi o mesmo Jeová quem tanto “fez [...] chover” quando dele “procedeu” a chuva de “enxofre e fogo”. Isso significa que, mesmo depois de terem sido alertados quanto a verdade dos fatos, eles decidiram insistir em suas crenças de que, literalmente, há um só Deus em todo o universo. Eles preferiram desprezar o que o espírito lhes quer dizer para optarem pelo que eles próprios julgam ser a verdade. Desta forma, estes homens, os do Corpo dos Governantes — e também os que “exercem a liderança” sobre aquela grande jaula religiosa e que eles chamam de “A Organização de Jeová, como se nossos Deuses fossem a favor de um grupo cristão e contra outros —, têm “[gostado] mais do mal do que do bem; [têm preferido] mentir a falar o que é certo.” Quão lastimável é tudo isso! Eles até têm dito que são humildes e imitadores de Cristo! Tudo mentira. Muito em breve, em dezembro de 2017, quando se completar sete anos de meu profetizar, os Deuses determinarão a eles o que me disseram: ‘Caso eles não se arrependam de seus pecados pelos alertas dados até lá, nós os eliminaremos de serem governantes de nosso povo’.
______
 * A palavra grega di·á·bo·los significa “caluniador”. — Veja Lu 16:1, onde ocorre o verbo aparentado διεβλήθη (dieblēthē, Interlinear do Reino em Inglês). A Concordância de Strong (1225e) define o termo encontrado neste texto escritural da seguinte forma:
Diaballo: trazer encargos (geralmente com intenções hostis)
Palavra Original: διαβάλλω
parte do discurso: Verbo
transliteração: diaballo
ortografia fonética: (dee-ab-al'-lo)
Curto Definição: I caluniar, queixam-se de, acusam
Definição: I traspassado, calúnia, queixam-se de, acusam.
Veja o que diz mais Strong clicando neste link.
  # As seguintes declarações feitas por Paulo no contexto de Romanos 7:21-24 lança a base para compreendermos que ele, de fato, fala sobre todos os homens e mulheres que estiveram sob a obrigação de observar a Lei mosaica: “a Lei domina sobre o homem enquanto ele vive?” (Rom. 7:1) Paulo usa aqui o singular, “o homem”, mas compreendemos que ele, deveras, fala sobre todos os filhos de Israel, tanto homens e mulheres, crianças e idosos. Observemos Romanos 7:5, 6. Aqui Paulo deixa claro a pluralidade, mostrando que o que dirá no singular mais à frente, deveras é para ser compreendido como sendo literalmente englobado o plural de todos os que estiveram debaixo da Lei como tendo sido ‘homens miseráveis que necessitavam urgentemente serem libertados da Lei que conduzia à morte’, conforme Romanos 7:24: “Pois, quando estávamos de acordo com a carne [todos os filhos de Israel estavam nesta situação], as paixões pecaminosas, incitadas pela Lei, trabalhavam em nossos membros para que produzíssemos fruto para a morte. Mas agora fomos exonerados da Lei, porque morremos para com aquilo que nos segurava, para que fôssemos escravos num novo sentido, pelo espírito, e não no velho sentido, pelo código escrito.” Lemos em Romanos 7:7: “Realmente, eu não teria chegado a conhecer o pecado, se não fosse a Lei; e, por exemplo, eu não teria conhecido a cobiça, se a Lei não dissesse: ‘Não deves cobiçar.’” O singular “eu” usado por duas vezes aqui, evidentemente, refere-se a todo o coletivo de filhos de Israel, pois não era apenas Paulo quem estivera debaixo da Lei, mas todos eles. Todos os filhos de Israel ‘chegaram a conhecer o pecado’ apenas porque a Lei o revelava. Talvez nenhum outro trecho seja mais revelador da singularidade usada por Paulo para narrar sobre todos os filhos de Israel quanto o que ele escreveu em Romanos 7:9, que diz: “De fato, eu estava uma vez vivo à parte da lei; mas, ao chegar o mandamento, o pecado passou a viver novamente, mas eu morri.” Paulo narra aqui as circunstâncias vividas pelos que ‘viviam antes de a Lei chegar’. Evidentemente Paulo não estivera vivo antes de 1513 AEC, quando a Lei ‘chegou’. Quem, então, estivera “vivo” antes daquele tempo? Apenas os filhos dos três patriarcas com os quais os Deuses fizeram pactos: Abraão, Isaque e Jacó. Todos eles, até a chegada da Lei, estiveram como que ‘vivos’, pois não havia uma Lei de condenações que os tornavam pecadores e sujeitos à morte por isso. Assim, tão logo ‘chegou’ a Lei, os que disseram “sim” a ela, isto é, todos os que saíram do Egito sob Moisés, ‘morreram’, pois o ‘pecado passou a viver novamente’, como quando vivia no Éden, quando Caim pecou debaixo duma lei oral expressa. (Veja Gênesis 4:3-16) Por fim, temos a declaração dada aos em “união com Cristo Jesus” — todos os filhos de Israel que escaparam da Lei de Moisés por se tornarem crentes cristãos, junto com “pessoas de todas as nações” (Atos 15:17) —, nas seguintes palavras: “Portanto, os em união com Cristo Jesus não têm nenhuma condenação. Pois a lei desse espírito que dá vida em união com Cristo Jesus libertou-te da lei do pecado e da morte.” (Romanos 8:1, 2) Veja que Paulo, assim como quando descreveu todos os que estiveram sob a Lei, fala tanto no plural quanto no singular para os que vivem sem “nenhuma condenação”. Primeiro ele os chama de “os em união com Cristo” (plural), mas, em seguida, referiu-se a todos nós no singular, dizendo: “Cristo Jesus libertou-te”.
  Chamamos de “Testemulas de Jeová” todos os irmãos Testemunhas de Jeová que preferem seguir a homens — aos do Corpo dos Governantes — que a Cristo e aos demais Deuses santos Jeová. São tão mulas (por isso Testemulas) que aceitam que aqueles verdadeiros apóstatas sejam o “homem judeu” de Zacarias 8:23. Os do Corpo dos Governantes, manipulando as mentes destes irmãos mulas, dizem que eles devem ‘agarrar-lhes pela aba de suas vestes’ e, pendurados nelas, devem dizer a todos no mundo que ‘vão com os do Corpo dos Governantes para onde quer que estes vão, quer isso faça sentido quer não dum ponto de vista estratégico’. Ocorre que o único e verdadeiro “homem judeu” que devemos seguir é Cristo, pois todos os demais que se apresentam como tais são “ladrões e saqueadores” e também mentirosos. — Veja João 10:1-15; Apocalipse 2:9; A Continela de julho asetembro de 2013, páginas 14 a 17 e as páginas 28 a 30 de A Continela de junhode 2012.

  Veja as páginas 19 a 24 de A Continela de junho de 2012, linkada acima.

5 de outubro de 2016

A "PAZ E SEGURANÇA" ACLAMADA PELOS DEMONOCOMUNISTAS É MENTIROSA E VIL

Diz a Escritura: "Ora, quanto aos tempos e às épocas, irmãos, não necessitais de que se vos escreva. Pois vós mesmos sabeis muito bem que o dia de Jeová vem exatamente como ladrão, de noite.* Quando estiverem dizendo: 'Paz e segurança!' então lhes há de sobrevir instantaneamente a repentina destruição, assim como as dores de aflição vêm sobre a mulher grávida, e de modo algum escaparão." — 1 Tessalonicenses 5:1-3, Tradução do Novo Mundo da Bíblia.


O
O papa comunista começa a falar na
"paz e segurança" mentirosa e vil
 APÓSTOLO PAULO fala aqui do período de tempo ainda futuro, quando o sistema demonocomunista for 'curado' e que, como diz a profecia e este papa satânico indica, gritarão "paz e segurança". Esta mentirosa "paz" e vil "segurança" será apenas para eles e seus intentos diabólicos, não para o povo de nossos Deuses. Para nós, o que estará reservado é "guerra". Sim, os próprios demonocomunistas e seus adoradores — os que admiram o sistema comunista e socialista (os nomes de nenhum deles encontra-se no "rolo da vida do Cordeiro".) —, deflagrarão guerra contra as pessoas de bem dentre todas as nações onde ele avançarem. O papa comunista começa a falar na paz e segurança mentirosa e vil, mas nós, os seguidores do "Cordeiro", os que 'andamos na luz e não nas trevas do sistema demonocomunista' de governo, estamos na verdadeira paz, aquela 'dada pelo Senhor Jesus', o "Príncipe da paz". (João 14:27; 16:33; Fil. 4:7; Col. 3:15; 2 Tes. 3:16; Isa 9:6) Contra a falsa "paz e segurança", devemos ficar despertos para que nuca sejamos levados a acreditar nela "escute aquele que tem ouvidos para escutar", diz o espírito através de mim, o apóstolo para os novos tempos de hoje. — Mar. 4:9

Qual é o conselho tanto para hoje quanto para “aquele dia” de misteriosos “quarenta e dois meses”, quando a fera demonocomunista e seus adoradores estiverem dizendo “paz e segurança” falsos e com intenções vis? O seguinte, conforme dado pelo “espírito dos Deuses santos” (Dan. 4:8) mediante o apóstolo:

“Assim, pois, não estejamos dormindo assim como fazem os demais, mas fiquemos despertos e mantenhamos os nossos sentidos. Pois, os que dormem estão acostumados a dormir de noite, e os que ficam embriagados usualmente estão embriagados de noite. Mas, quanto a nós, os que pertencemos ao dia, mantenhamos os nossos sentidos, estando vestidos da couraça da fé e do amor, e tendo por capacete a esperança da salvação; porque os Deuses não nos designaram ao furor, mas à adquisição de salvação por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo.” — 1 Tessalonicenses 5:6-9.

'Escutem o que o espírito diz através de mim, o Apóstolo TDS'
Assim, continue firme e se firmando ainda mais na fé, na esperança e no amor "estes três; mas o maior destes é o amor" — oferecidos pelos verdadeiros governantes deste mundo, nossos Deuses santos, colocando-se do lado correto no reino de nossos Deuses: o lado dos que governam pela causa da verdadeira justiça, conforme esta é expressamente delineada nas Escrituras Sagradas. (1 Cor. 13:13) Que nossos Deuses nos protejam da “hora da prova, que há de vir sobre toda a terra habitada, para pôr à prova os que moram na terra”. — Apocalipse 3:10; Mateus 24:21.
______
 * O tipo de "noite" aqui abordado não é  a noite literal, mas refere-se ao período de tempo chamado noutra parte das Escrituras como "quarenta e dois meses". (Apocalipse 13:5) O próprio contexto das palavras de Paulo chamam essa “noite” de “aquele dia”. (1 Tessalonicenses 5:4) Cumprirá quando a "fera" demonocomunista  o sistema comunista satânico conseguir se 'curar' do "golpe mortal" sofrido em 1989-91 quando as muralhas de Berlim caíram e isso marcou a paralisação completa do avanço galopante do sistema comunista e socialista no mundo.

  # Leia Apocalipse capítulo 13 e A Continela de maio a agosto de 2015, página 25.

22 de setembro de 2016

O QUE SÃO OS QUERUBINS?

“Por cima [da arca do pacto feita no deserto sob Moisés] havia os querubins gloriosos encobrindo a [sua tampa] propiciatória.” — Hebreus 9:5.

Q
Seriam os querubins dotados de asas, conforme dizem as "tradições judaicas"?
UANDO confrontados com o tema “querubins”, muitos irmãos — homens e mulheres, crianças e idosos —, por estarem aprisionados nas multijaulas religionistas e sob severa vigilância dos “lobos opressivos” que ali ministram — os próprios líderes igrejais —, nenhum deles consegue dá uma resposta satisfatória sobre o que são os querubins. (Atos 20:29; Mateus 7:15) Quando se aventuram a dá alguma resposta, não raro quase sempre ela vem apenas num formato resumido, mas diferenciada da de outro. Assim, enquanto que uns dizem “os querubins são anjos”, outros asseveram que eles “são seres de categoria superior aos anjos”. Dizem que os querubins são seres alados e que, quais homens-pássaros, voam nos céus deste planeta e também num mitológico “mundo espiritual”.* As respostas também diferem quando são os próprios engaioladores desses irmãos, os multilíderes das multijaulas religiosas cristã, quem decidem responder. (Compare com Jeremias 5:27.) Por exemplo, os que “exercem a liderança” sobre as Testemulas de Jeová, os enjauladores da Torre de Vigia (jaula esta onde, inclusive, alguns de nós Testemunhas de Jeová/Testemunhas dos Deuses Santos estivemos antes aprisionados),# dão a seguinte versão em sua enciclopédia Estudo Perspicaz das Escrituras: “[Um Querubim é uma] criatura angélica de alta categoria, com deveres especiais, que se distingue da ordem dos serafins.” Assim, embora as respostas dadas aparentem semelhanças, são diferentes umas das outras em muitos detalhes. Por quê? Alguns fatores tornam isso possível, como veremos a seguir.

DE ONDE VEM AS RESPOSTAS FORNECIDAS PELOS RELIGIONISTAS?

De onde vem a crença formulada pelos atuais líderes religionistas? Uns dentre eles alegam terem sido agraciados com uma espécie superior de entendimento das Escrituras — não raro os do conglomerado de gaiolas evangélicas, pentecostais e batistas tem essa confissão de fé. Outros, no entanto, dizem que acreditaram no que aprenderam antes de instrutores religiosos que os precederam, e, aqueles, afirmam que o que aprenderam e o que ensinaram aos primeiros, veio de outros instrutores religiosos de tempos ainda mais anteriores. Os do Corpo dos Governantes das Testemulas de Jeová alegam terem sido ungidos e, “por isso”, dizem, “o que ensinamos é a verdade”. O volume de Estudo Perspicaz já citado diz no terceiro parágrafo: “Segundo o testemunho unânime da antiga tradição judaica (a Bíblia guarda silêncio sobre o assunto), estes querubins tinham forma humana.” Eles citam aqui a “tradição judaica” para embasar seus entendimentos sobre o que são os querubins e como eram as figuras deles incluídas no mobiliário do tabernáculo erguido no ermo. Será que as “tradições judaicas” são tão confiáveis quanto os do Corpo dos Governantes creem que sejam?

Não para Jesus. Ele as desmereceu e as classificou como sem valia. Por exemplo, citando o livro de Isaías, Jesus disse sobre os instrutores judaicos e suas tradições: “É em vão que persistem em adorar-me, porque ensinam por doutrinas os mandados de homens.” (Isaías Mateus 29:13; 15:9) Estariam os “mandados de homens”, ou seja, as “tradições judaicas”, equivocadas em relação ao que verdadeiramente são os querubins? O que um exame honesto — aquele que, em vez de levar em conta o que homens disseram antes ou dizem hoje, leva em conta o ponto de visto do “espírito dos Deuses santos”, o único substituto de Cristo na terra para nos instruir na verdade — pode nos ensinar definitivamente sobre a natureza dos querubins? — Daniel 4:8, 18.

CONHEÇA A VERDADE SOBRE OS QUERUBINS, CONFORME ESCUTA O “ESPÍRITO DA VERDADE”

Jesus disse que, ‘depois de ele ir, enviaria um substituto seu para continuar com seus discípulos até o fim dos tempos’. (João 14:25, 26; 16:5-7) Quem é este instrutor? É o “ajudador”, o espírito santo. O que ele nos tem a dizer sobre quem são os querubins? Ele nos instrui na verdade, e exatamente por isso o entendimento dado por ele diferencia das “tradições judaicas” e dos ‘ensinos de homens modernos’. Qual é a verdade sobre os querubins de acordo com o espírito que “pesquisa até mesmo as coisas profundas dos Deuses”? (1 Coríntios 2:10) Acesse a revista Cempertai! número 9 (basta clicar na revista ao lado) e, na página 3, leia o artigo da série “Conhecendo os Deuses Jeová | Querubins”. Acreditamos que o irmão saberá escolher acolher a verdade ali expressa e abandonará de imediato os ‘conceitos de homens e mulheres velhos’, os que trabalham para o “prejuízo”, agindo quais “enganadores da mente”. (1 Timóteo 4:7; Eclesiastes 8:9; Tito 1:10) Temos razões para crer que, depois de saber da verdade dada pelo espírito, o irmão imaginará qual a figura real dos querubins, mesmo daquelas duas réplicas que Moisés foi instruído a esculpir e prender sobre a tampa da arca do pacto, conforme Paulo escreveu sobre eles em Hebreus 9:5, dizendo: “Por cima [da arca do pacto feita no deserto sob Moisés] havia os querubins gloriosos encobrindo a [sua tampa] propiciatória.” E então, o que está esperando? Clique logo na revista e se deixe ser ‘iluminado os olhos do vosso coração’! — Efésios 1:18.
______
  * O chamado e crido “mundo espiritual”, ou “mundo dos espíritos”, não passam de um mito cristão, inventado pelos falsos instrutores dos nossos tempos. Essa mentira é hoje propagada quase que exclusivamente pelos do Corpo dos Governantes das Testemulas de Jeová através de suas publicações, tais como A Mentinela — Arruinando o Reino de Jeová. Confira isso aqui.
  # De uma forma hipócrita mas esperada de “lobos devoradores”, os do Corpo dos Governantes dizem não serem líderes das Testemunhas de Jeová. Entretanto, recentemente eles revisaram sua tradução da Bíblia e, em Hebreus 13:17, onde antes constava “tomam a dianteira”, consta agora “exercem a liderança”. Os que “exercem a liderança” sobre as Testemunhas de Jeová, dizem eles, são eles próprios em primeira mão, depois vem uma pirâmide crescente para baixo de ‘líderes’, tais como os Anciãos e Servos Ministeriais. Estes últimos são os líderes vigilantes das “ovelhas” de Jeová dentro de cada um dos Salões do Reino (ou seriam “Jaulões do Reino”?). Leia no site deles o quadro ‘SEJA OBEDIENTE AOS QUE EXERCEM LIDERANÇA’.
  ∆ Volume 3, p. 361.


16 de agosto de 2016

A CENA DESTE MUNDO HÁ MUITO JÁ MUDOU!, DIZ A CONTINELA NÚMERO 25

“Revista A Continela (ct25P_maiago16) lança luz sobre mais uma das “coisas profundas dos Deuses”. — 1 Coríntios 2:10.

E
STAMOS VIVENDO na melhor parte deste mundo, na parte final, aonde todos nós estamos percebendo que a "cena deste mundo" já mudou. O apóstolo Paulo escreveu sobre nós, todos os apóstolos do Senhor: "Pois, parece-me que os Deuses têm posto a nós, os apóstolos, por último em exibição, como homens designados à morte, porque nos temos tornado um espetáculo teatral para o mundo, e para Deuses-Mensageiros e para homens.” — 1 Coríntios 4:9.

  Mas, o que vem a ser um "espetáculo teatral" e porque nós estamos sendo exibidos por último nesse "palco". Ele também disse: "A cena deste mundo está mudando". (1 Coríntios 7:31) O mundo da humanidade está há mais de 6 mil anos como que encenando sua peça teatral, e, nos dias dos primeiros apóstolos, 'estava mudando a cena' desse espetáculo, para que uma nova etapa daquela inteira peça tivesse início, depois do fim duma anterior. Mas, o que significam tais declarações e como podemos adquirir mais fé por examinar estes fatos? Esperemos todos com viva expectativa pelo lançamento do número 25 de A Continela — Anunciando o Reino dos Deuses Santos (foto).

8 de agosto de 2016

REVISTA A MENTINELA PERGUNTA: “COMO É O MUNDO ESPIRITUAL?” — VOCÊ SABE RESPONDER?

A
 REVISTA A Mentinela – Arruinando o Reino de Jeová  — comumente chamada de A Sentinela – Anunciando o Reino de Jeová pelos apóstatas que a publicam e também pelos do povo de Jeová, os que espalham-na mundo afora, defendendo assim as apostasias contidas nelas em obediência aos do Corpo dos Governantes, os apóstatas que as montam quais agentes balaônicos —, no seu número 6 (v. 137, No. 16 – novembro de 2016), vem com a seguinte pergunta como matéria de capa: “Como é o mundo espiritual?”. A razão pelo qual nós Testemunhas de Jeová/Testemunhas dos Deuses Santos chamamos essa revista de A Mentinela e não mais de A Sentinela é simples: ela não defende a verdade das Escrituras, como afirma (e nós pensávamos antes que tais afirmações eram verídicas), mas as mais impuras, porém bem camufladas, mentiras. Como prova do que falamos, examine as Escrituras (faça isso usando um dicionário de palavras bíblicas ou algo parecido) e tente encontrar em algum texto a palavra “mundo espiritual”. Evidentemente, você não a encontrará, pois tal palavra não se encontra em nenhum lugar na Bíblia, e nem nos demais livros que compõem “toda Escritura inspirada pelos Deuses”. (2 Timóteo 3:16)* Mas, será que o mero fato de uma palavra ou frase não está nas Escrituras significa que a ideia, ou o ensino de um “mundo espiritual”, não esteja? Considere. Um dos argumentos muito usado pelos do próprio Corpo dos Governantes para refutar o ensino da Trindade — uma crença fundamental das jaulas católicas, congregacional, pentecostal e demais segmentos evangélicos — é que esta palavra não consta da Bíblia e que, portanto, ‘tal doutrina é um mito’, dizem. (Constate aqui.) Assim, se isso basta para que eles defendam a verdade (de fato, as Escrituras não ensinam uma Trindade de Deuses), não deveriam chegar à mesma conclusão quando o assunto envolve o dogmático “mundo espiritual” (ou “mundo dos espíritos”, como preferem alguns outros líderes de outras jaulas religiosas)?


“MUNDO ESPIRITUAL” UM DOGMA ILÓGICO
Hoje, diferentemente dos homens que viveram nos tempos remotos, temos uma compreensão quase que perfeita do universo, com suas bilhões de galáxias, trilhões de estrelas, planetas, luas e demais corpos celestes — sim, sabemos quase tudo sobre a matéria e a antimatéria. Ao perscrutar o infinito Cosmos, o homem com sua ciência não achou nenhum “mundo” onde habitam seres incorpóreos, ou algo parecido. Até aonde nossos instrumentos têm alcançado, é a matéria feita de carbono e dos demais elementos da tabela periódica, que imperam. Com cem por cento de certeza, portanto, para onde quer que apontemos nossos telescópios, é a matéria que encontraremos. Mas, e a antimatéria? Seria ela o “bloco de construção” do tal mundo espiritual? Não. A antimatéria consiste em partículas atômicas que são exatamente iguais à matéria normal, exceto que tem cargas elétricas opostas. Ademais, mesmo a antimatéria pode ser “vista” com nossos instrumentos. Por exemplo, O jornal The New York Times publicou que astrofísicos descobriram há alguns anos o que parece ser uma pluma de antimatéria, de 3.500 anos-luz de comprimento, que sai do núcleo de nossa galáxia, a Via-Láctea. Como ela pode ser vista? Os cientistas sintonizaram um satélite do Observatório Compton de Raios Gama para aquele nível de energia. Mais recentemente, alguns cientistas que trabalham no CERN (A Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear), capturaram átomos de anti-hidrogênio, mesmo que por poucos 172 milissegundos.# Definitivamente, um mundo onde habitam literais espíritos simplesmente não existe e seria ilógico sua localização dentro de um mundo físico, o inteiro universo.

AS ESCRITURAS NÃO DÃO APOIO A MENTIRA
Que as Escrituras não apoiam a mentira é deixado claro nas seguintes palavras: “Santifica-os por meio da verdade; a tua palavra é a verdade”. (João 17:17, TNM.) Quem disse isso foi o próprio Jesus, aquele que ‘era um dos Deuses no princípio’ e que foi um dos Criadores do mundo da humanidade. (João 1:1, 2, 10; Gênesis 1:1; Hebreus 1:2) A revista A Mentinela, sabendo que uma mentira dessas não pode ser sustentada pelas Escrituras, inventa. Por exemplo, logo no primeiro parágrafo da página 3, ela lança o seguinte argumento: “Alguns dizem que é impossível saber a verdade sobre o mundo espiritual porque ninguém nunca veio de lá para contar como é. Mas isso não é verdade. Antes de Jesus vir à Terra, ele existia no céu, no mundo espiritual.”  É verdade que Jesus existiu antes de ser humano lá no “céu”. Ele disse isso: “Desci do céu não para fazer a minha própria vontade, mas a vontade daqueles que me enviaram.” (João 6:38) Mas, será que ele queria ele dizer que os céus de onde veio é o mesmo que o mundo espiritual, ou é o caso de os do Corpo dos Governantes estarem colocando palavras na boca dele? Definitivamente, Jesus nunca disse que ‘veio do mundo espiritual’. É evidente que Jesus não era de nosso mundo, mas de outro. (Compare com João 8:23; 18:36.) Mas, será que o mundo de onde ele veio é um “mundo dos espíritos”? Claro que não. As Escrituras deixam claro que os Deuses — seres exatamente iguais a Jesus antes de ser o homem Jesus — faziam coisas exatamente iguais a todos nós quando estiveram em nosso mundo em sua forma corpórea natural. Eles comiam (Gênesis 18:8; 19:3), lutavam (Gênesis 32:24-30) e até transaram com humanas. (Gênesis 6:2-4; Enoque 6:1-7:2) Os apóstatas, numa tentativa de brecar o entendimento verdadeiro sobre estas coisas e sustentar suas mentiras de ‘seres incorpóreos’, dizem que eles ‘só puderam fazer isso porque se materializaram em corpo carnais’. Mas, da mesma forma como no caso da palavra “mundo espiritual”, não há nenhum texto na inteira Escritura que comprove o ensino da materialização.   
É fato que existem coisas invisíveis aos nossos olhos mas que sabemos existirem, como o vento. Por ser composto de vários tipos de gases de estruturas atômicas e moleculares muito diminutos, não podemos vê-lo, mas sabemos dele devido sua ação. Mas, os céus! Estes são muito visíveis e de estruturas tão vastas que não há como não o ver — a menos, claro, que a pessoa seja cega. Onde ficam os céus de onde Jesus veio? As Escrituras falam de três tipos de céus: (1) Os céus abaixo das nuvens, onde voam os pássaros; (2) Os céus acima das nuvens, onde muitos dos povos antigos — sobretudo os que cultivavam culturas e crenças mitológicas, como os egípcios, os gregos e os orientais — pensavam que os Deuses habitavam, e (3) os céus muito mais além da nuvens, fora da atmosfera do nosso planeta. Este “terceiro céu” é hoje entendido como sendo o “espaço sideral”. Sua extensão é muito ampla. Abrange desde os limites externos de nossa atmosfera e se estende por todo os espaços entre as estrelas de nossa galáxia. Teria sido dali que Jesus veio?

OS DEUSES HABITAM OS CÉUS DO ESPAÇO SIDERAL
Os primeiros dois céus — os espaços até as nuvens e os acima delas —, também conhecido como “firmamento”, foram formados pelos Deuses. (Gênesis 1:1, 9, 14, 20; 2:1, 4) Mas, não no sentido de eles terem sido literalmente trazidos do nada para a existência. Antes, eles foram 'transformados no princípio'.∆ Já o terceiro céu, este não foi formado, ou transformado, pelos Deuses — e nem poderia ter sido! O universo se autocriou, e junto com este ato primordial, também chamado de Grande Explosão, ou Big Bang, o espaço sideral veio à existência — também o tempo, e a junção dos dois: o chamado espaço-tempo. As Escrituras mencionam este terceiro céu chamando-o de “céus dos céus” ou de “terceiro céu”. (Enoque 1:4; 2 Coríntios 12:2) Diz que os Deuses “cavalgam sobre o antigo céu dos céus”, por que eles são os viajantes da galáxia e fazem isso utilizando-se de meios tecnológicos, tão amplamente divulgados nas páginas das Escrituras.¥ (Salmos 68:33) Um fato bastante relevante para defendermos a verdade é o que está registrado no seguinte texto: “Só tu és Jeová; tu mesmo fizeste os céus, sim, o céu dos céus.” (Neemias 9:6, NM.) Evidentemente, os Deuses ‘fizeram’ os céus do espaço num sentido simbólico, quando limparam as nuvens de nosso planeta e os “luzeiros” ali existentes foram vistos pela primeira vez no “quarto dia”. (Gênesis 1:14-18) Mas, suponhamos que tal criação tivesse sido do modo literal, que os Deuses fossem tão superpoderosos a ponto de terem eles criado o espaço-tempo — ou o “mundo espiritual”, como chamam os crentes dogmáticos —, não significaria que, antes de os ter criado, eles habitavam noutro lugar que não estes céus? As Escrituras também nunca falaram sobre onde eles habitavam antes de fazerem os “céus dos céus”, caso este fosse mesmo um “mundo dos espíritos”. Entretanto, embora este seja um forte argumento em prol da verdade: a de que os Deuses são feitos de carbono e que habitam um ou mais planetas nas proximidades de nosso sistema estelar, há inúmeros relatos do uso por eles de tecnologias, o que torna mais realística a história das origens e natureza Deles todos, os “impostores” instrutores religiosos seguem “enganando e sendo enganados” pelos Satãs, os Deuses da mentira e Pais deles. (2 Timóteo 3:13, TNM-R.; João 8:44) Para um estudo mais apurado sobre esta última defesa em prol da verdade, gostaríamos de convidá-lo a ler o número de Cempertai! aqui exibida por uma de nossas irmãs. Basta clicar na imagem e você será conduzido à revista.

NÃO SEJA DESENCAMINHADO — CUIDADO COM OS QUE SE ‘DESVIARAM DO CAMINHO RETO’
Assim, visto que temos descoberto mais esta grande mentira dos mentirosos vis e apóstatas líderes religiosos que desencaminham as pobres Testemulas de Jeová, pedimos que você fique muito esperto e desperto. Assim como os Satãs — os Pais deles —, estes instrutores ruinosos querem te desviar da verdade e levá-lo até os limites da insanidade, para onde eles ‘dominam homens para prejuízos’. (Eclesiastes 8:9) A forte, porém necessária, advertência feita pelo apóstolo Pedro, deverá servir de lição para que você fuja de tais homens: “Sentem prazer em se entregar a uma vida de excessos, em pleno dia. Eles são manchas e defeitos, e se deleitam em seus ensinamentos enganosos enquanto se banqueteiam com vocês.  Os olhos deles estão cheios de adultério e são incapazes de parar de pecar, e eles seduzem os que são instáveis. Seu coração foi treinado na ganância. São filhos amaldiçoadosAbandonaram o caminho reto e se desviaram. Seguiram o caminho do filho de Beor, Balaão, que amou a recompensa de fazer injustiça, [...] Esses homens são fontes sem água e neblinas impelidas por uma violenta tempestade, e a mais profunda escuridão foi reservada para eles.  Eles fazem declarações pomposas e vazias. Apelando aos desejos da carne e com conduta insolente, seduzem os que acabaram de escapar dos que vivem no erro.  Embora prometam liberdade a essas pessoas, eles mesmos são escravos da corrupção; pois todo aquele que é vencido por alguém se torna seu escravo.” 2 Pedro 2:13-19, TNM-R — itálicos meu.
________
  * Uma nota na Tradução do Novo Mundo do Corpo dos Governantes diz sobre o título “Deus” (“Deuses” na Tradução dos Deuses Santos): Gr.: The·ó·pneu·stos; lat.: Di·ví·ni·tus in·spi·rá·ta; J17(hebr.): berú·ahh ’Elo·hím, “pelo espírito de Deus”. Entretanto, o termo hebraico ‘Elo hím  é plural, e não singular. Já o equivalente dele em grego, The ó, é de tradução incerta, uma vez que no grego não existe o plural ou singular para ele. Para chegarmos à uma versão correta, no entanto, temos de levar em consideração tanto o hebraico quanto o contexto de “toda a Escritura”, que nos mostram que “há muitos Deuses”, e não apenas um no sentido literal. (1 Coríntios 8:5) Para maiores esclarecimentos, leia este artigo
  Há outros tipos de “céus” mencionados nas Escrituras mas que se tratam de céus simbólicos, como o mencionado em Apocalipse 12:7-9 e que é abordado na página 6 de A Mentinela. Sobre este tipo de céu, queira ler o artigo “A guerra ‘no céu’ e a ‘expulsão’ dos Satãs dali”.
   Saiba como os Deuses criaram os céus lendo o artigo de capa de nosso último número de Cempertai!.
  ¥ Veja o quadro na página 14 de A Continela de junho de 2012 e Conhecendo os Deuses Jeová | Em Foco Querubins, na página 3 de Cempertai! de janeiro a junho de 2016.