24 de junho de 2016

"ESTE EVANGELHO DO REINO" ESTÁ SENDO PREGADO

“E este evangelho do reino será pregado no mundo inteiro.” — Mateus 24:14, JFA.

A
Uma jovem TDS oferece a outro jovem uma publicação 
com ‘boas novas de coisas melhores’
 PALAVRA “evangelho” é transcrição do grego εαγγέλιον (euangelion) e significa, em português, “boas novas”. Assim, quando Jesus, em sua profecia sobre a “terminação do sistema de coisas” ("Fim do mundo", JFA.), disse em conclusão: “E este evangelho do reino será pregado no mundo inteiro”, como vertido na Tradução João Ferreira de Almeida, ele estava falando de se pregar em todo o mundo da humanidade as notícias boas e novas sobre si e seu reinado — sim, as “Boas Novas do Reino”. (Mateus 24:3, 24) Mas, quais eram as “boas novas do reino” mencionadas e como os seus discípulos deveriam executar essa Sua, de Jesus, ordem? (Mat. 28:20) Bem, ele se referiu a específicas “boas novas”. Disse: “Este evangelho” (ou “Estas boas novas”, TDS.) A que “evangelho”, ou “boas novas” se referia ele com “Este” (“Estas”)?

O EVANGELHO A SER “PREGADO NO MUNDO”
Primeiramente, devemos destacar aqui que muitos cristãos hoje confundem o “evangelho do reino”, que seriam ‘notícias’ a respeito de Jesus e seu reino ou reinado, com livros — mais precisamente com os quatro evangelhos escritos. Jesus não estava dizendo que o evangelho é algum livro ou muitos deles. Quando Jesus disse o registrado em Mateus, ainda não existiam nenhum dos quatro evangelhos — e estes só passariam a serem escritos décadas depois. Assim, “este evangelho” eram as ‘notícias boas e as notícias novas sobre o reino do qual Jesus seria o Rei’. É como havia profetizado Isaías, que disse: “Como são lindos, sobre os montes, os pés daquele que traz boas novas, Do proclamador de paz, Daquele que traz boas novas de algo melhor, Do proclamador de salvação, Daquele que diz a Sião: ‘Seu Deus tornou-se Rei!’” — Isa. 52:7, TNM- R.



O jovem TDS obtem bons resultados na sua 
pregação do evangelho do reino
Portanto, o verdadeiro "evangelho" são as notícias publicadas sobre os figurativos “montes”.* O evangelho envolve falar sobre o que o reino trará: “Paz”, “Algo Melhor”, “Salvação” e indicar claramente que um dos Deuses santos Jeová “tornou-se rei”. Mas, quem foi este “Deus [que se] tonou rei” sobre nós cristãos e sobre o mundo? Foi aquele que um dia deixou de ser um dos Deuses por uma temporada e veio viver como mero homem na Terra, Jesus. (João 1:1; Fil. 2:7) Ocorre que, após ele ter sido ressuscitado, tornou a receber sua “glória” divina e, com ela, “toda a autoridade no céu e na terra”, sim, “domínio, e dignidade, e [o] reino” sobre todos — mesmo sobre os mortos. (João 17:5; Dan. 7:14; Atos 17:31; Rom. 14:9) E quem foi que deu tal autoridade a Jesus? Foi o Deus Jeová Governante Supremo nesta parte da galáxia, conhecido apenas por títulos, tais como “O Altíssimo" e “O Ancião de Dias”. (Eno. 46:1; Sal. 83:18) Este Governante Supremo do Reino dos Deuses santos ouviu o que certos “Vigilantes” haviam decretado após ouvirem os “santos”,# a saber, que o Messias mereceria o reinado junto a ele, o Supremo. “A coisa é por decreto dos Vigilantes e o pedido é pela declaração dos santos, para que os viventes saibam que o Altíssimo é Governante no reino da humanidade e que ele o dá a quem quiser, e estabelece nele até mesmo o mais humilde da humanidade.” — Daniel 4:17.

Assim, o evangelho a ser pregado hoje envolve destacar esta particularidade sobre nosso Rei e Salvador, Jesus. As Testemunhas de Jeová/Testemunhas dos Deuses Santos estão muito empenhadas na pregação ‘Deste evangelho’. Que tal examinar o que elas têm a dizer através de suas publicações santas e inspiradas, como é o caso de A Continela — Anunciando o Reino dos Deuses Santos?
______
  * Os “montes” sobre os quais os ‘portadores de boas notícias pregam’ representam todos os povos do mundo. O resultado de se ‘pregar o evangelho em todo o mundo’ será a reunião de “uma grande multidão [de pessoas], que nenhum homem podia contar, de todas as nações, e tribos, e povos, e línguas”. Esta Grande Multidão, após ouvir e corresponder ao evangelho, estará “em pé diante do trono e diante do Cordeiro, trajados de compridas vestes brancas; [com] palmas nas suas mãos. E [gritarão] com voz alta, dizendo: ‘Devemos a salvação aos nossos Deuses, que estão sentados nos tronos, e ao Cordeiro.’” — Apocalipse 7:9, 10 — Veja “A Grande Multidão é Reconfigurada” em A Continela de janeiro a abril de 2015.



3 comentários:

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Julia Paulino disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Julia Paulino disse...

Mas nem todo é mentira muitas coisas verdadeiras atenção mas é melhor o site jw.org e enganei não é apostata kkk desculpe bjs